21 Out 2019
Visitas: 950
Print

not-axat-supertaca-vencA A.XAT de Montemor-o-Novo conseguiu, na Pampilhosa da Serra, o pleno de triunfos coletivos do ritmo de clássicas, ao arrebatar a Supertaça 2019/2020, juntando este sucesso às conquistas no Campeonato Nacional por Equipas e na Taça de Portugal. O erguer da Supertaça aconteceu após um claro triunfo sobre a Académica de Coimbra, por 3,5-0,5, após final realizada num excelente espaço do Mercado Municipal da Pampilhosa da Serra, em que os tabuleiros “conviveram” com automóveis clássicos.

Esta foi a primeira vez que a A.XAT conquistou a Supertaça, sucedendo precisamente ao adversário desta final, que também já havia superado na final da Taça de Portugal em julho, em Évora.

Pelas formações apresentadas por ambas as equipas, a A.XAT partia como favorita à conquista do troféu e conseguiu-o com três vitórias e um empate, registado na primeira mesa, onde o grande mestre Jaime Latasa dividiu o ponto com o mestre FIDE Daniel Taboas, num duelo entre jogadores espanhóis. Nos restantes três tabuleiros, o grande mestre Manuel Perez Candelário, o mestre FIDE José Francisco Veiga e o mestre nacional Bruno Martins conseguiram os triunfos parciais da A.XAT, respetivamente frente ao mestre FIDE Vasco Diogo, a Mário Morais e a Ricardo Araújo.

A Supertaça 2019/2020 concluiu um fim-de-semana cheio de xadrez de qualidade na Pampilhosa da Serra, sucedendo ao 5.º Open Internacional daquela localidade, torneio de partidas semi-rápidas integrado no Portugal Chess Tour. Em ambos os eventos, que tiveram assinalável sucesso, verificou-se uma colaboração estreita e positiva entre o organizador, o grande mestre António Fernandes, a Câmara Municipal da Pampilhosa da Serra e a Federação Portuguesa de Xadrez.
 
Supertaça 2019/2020
Académica de Coimbra-A.Xat Montemor-o-Novo, 0,5-3,5
Parciais:
Daniel Taboas (Académica, MF, Espanha, 2348)-Jaime Latasa (A.XAT, GM, Espanha, 2591), empate
Manuel Perez Candelário (A.XAT, GM, Espanha, 2621)- Vasco Diogo (Académica, MF, Portugal, 2200), 1-0
Mário Morais (Académica, Portugal, 1730)-José Francisco Veiga (A.XAT, MF, Portugal, 2345), 0-1
Bruno Martins (A.XAT, MN, Portugal, 2285)-Ricardo Araújo (Académica, Portugal, 1359), 1-0.


Todas as informações em: http://www.fpx.pt/web/nacional/historico/2019-2020/super-taca