26 Nov 2018
Visitas: 1366
Print

Portugal-2rondaA seleção de Portugal de xadrez de Sub-16 continua a dar muito boa conta de si nas Olimpíadas da categoria, que decorrem em Konya (Turquia). Depois de um grande triunfo na ronda de abertura, frente ao poderoso Azerbaijão (2,5-1,5), o conjunto luso foi batido na segunda ronda pelos Estados Unidos (1,5-2,5), mas na terceira jornada voltou a averbar uma vitória histórica, desta vez perante Israel, e também por 2,5-1,5.

Com três jornadas cumpridas, Portugal soma 4 pontos, correspondentes a duas vitórias e uma derrota, um registo impressionante se soubermos que a nossa equipa é a número 27 do ranking inicial do torneio e defrontou os números 4, 8 e 14. Nesta fase, está no grupo dos sétimos classificados, numa prova liderada pelos Estados Unidos, a Índia, a Bielorrússia e o Uzbequistão, as únicas seleções com três vitórias.

Ao nível individual, a estrela de Portugal tem sido José Guilherme Santos, que ganhou as três partidas efetuadas, com três jogadores mais cotados. Também José Francisco Veiga, no primeiro tabuleiro, está a fazer um torneio magnífico, com duas vitórias e um empate, igualmente perante xadrezistas com mais pontuação Elo. Ambos estão na rota da obtenção de normas de mestre internacional.

No triunfo frente a Israel, merece também destaque o empate obtido por Filipa Pipiras na quarta mesa, com um jogador com mais 250 pontos Elo do que a jovem jogadora portuguesa.

Resultados de Portugal na ronda dupla:
2.ª Jornada: Estados Unidos-Portugal, 2,5-1,5.

Parciais:
David Brodsky (MI, 2415)-José Francisco Veiga (MF, 2305), empate;
Bruno Martins (2205)-Hans Niemann (MI, 2439), 0-1;
Josiah Stearman (MF, 2309)-José Guilherme Santos (2113), 0-1;
Filipa Pipiras (1860)-Akshita Gorti (MF, 2308). 0-1;

Na equipa portuguesa descansou Ricardo Paulos Fernandes.

3.ª Jornada: Portugal-Israel, 2,5-1,5.
Parciais:
José Francisco Veiga (MF, 2305)-Ido Gorshtein (MF, 2390), 1-0;
Yair Parkov (MF, 2330)-José Guilherme Santos (2113), 0-1;
Ricardo Paulos Fernandes (2096)-Shohan Cohen (2299), 0-1;
Yuval Yaniv (2209)-Filipa Pipiras (1860), empate.

Na equipa portuguesa descansou Bruno Martins.