Está em...
23 Nov 2015
Visitas: 1331
Print
Email

entrevista daniel bernardoChegou a vez de entrevistar o Daniel Bernardo, que se sagrou Campeão Nacional de Jovens Sub-20 Semi-Rápidas a 21 de novembro, na prova na Maia, logo na sua estreia no escalão Sub-20. O Daniel é um dos jovens talentos do CX Colégio Português, atualmente com 1885 de Elo e presença habitual nas provas de jovens e nas provas por equipas, que continua numa intensa atividade somando no último ano mais de 110 jogos realizados nos 3 diferentes ritmos de jogo. E a entrada em grande na nova época de 2015/2016 mantêm a grande forma apresentada na época de 2014/2015, tendo subido mais de 100 pontos de Elo no último ano (chegou atingir os 1949) e tendo chegado ao 3º lugar no Campeonato Nacional de Jovens Sub-18 que se realizou no Luso. Vamos conhecer o Daniel melhor.



1. Como começaste a jogar xadrez? Como te iniciaste na modalidade federada?
R: Contactei pela primeira vez com o xadrez quando tinha 7 anos e andava no 2.º ano, na Escola Básica de Cacia, através do Plano de Desenvolvimento de Xadrez da Câmara Municipal de Aveiro. O meu professor foi o Dinis Furtado, que continua ao meu lado até hoje, agora também com a professora Vânia Coutinho.
Comecei a jogar federado com 13 anos, concretamente em setembro de 2010, altura em que entrei no Clube de Xadrez do Colégio Português, que é o meu clube atual.

2. O que pensas da realidade do xadrez hoje em dia?
R: Penso que hoje é relativamente fácil evoluir no xadrez até determinado nível, devido a todas as disposições que existem, nomeadamente a internet que permite aprender regras e algumas técnicas e estratégias, bem como jogar com outras pessoas. Para além disso, os programas de análise de partidas permitem que qualquer jogador aceda a um número significativo de partidas de outros jogadores, o que possibilita uma melhor preparação e evolução.
No que respeita ao xadrez em Portugal, considero que num passado recente não existiam muitas oportunidades de contactar com a modalidade. Todavia, ultimamente, começam a aparecer cada vez mais iniciativas e projetos que divulgam o xadrez, o que permite que o jogo chegue a mais pontos do país e principalmente às crianças que são fundamentais para assegurar a continuidade da modalidade.
Em termos de torneios nacionais, penso que a dinâmica está a melhorar: a realização dos Circuitos Nacionais de Semi-Rápidas e de Lentas parecem-me uma boa aposta. Começam também a realizar-se mais torneios de alto nível no nosso território, algo que importa continuar a fomentar e a apoiar.

3. Qual foi o torneio que mais gostaste de participar? Qual foi o melhor resultado que conseguiste na tua carreira xadrezística?
R: O torneio em que adorei participar foi o Lisbon Christmas International Chess Open, pois teve uma excelente organização - o local e o ambiente eram do melhor para se fazerem partidas de xadrez e os atletas eram de um nível estonteante.
O meu melhor resultado em termos classificativos até então foi conseguir ser Vice-Campeão de Rápidas Sub-18, em 2014, tendo agora sido Campeão de Semi-Rápidas Sub-20 em 2015.
Em termos de resultados nos diferentes ritmos, o meu melhor resultado em Lentas foi o empate com Adrian Gonzalez Laso (2144), em Semi-Rápidas a vitória sobre António Silva (2159) e em Rápidas o empate com David Martins (2256).

4. Quais são os seus hobbys para além do xadrez?
R: Para além de jogar xadrez, gosto de jogar Playstation, resolver jogos de raciocínio, ouvir música e ver filmes e séries.

5. Quais são os seus planos a médio/longo prazo no xadrez e objetivos para a época de 2015/2016?
R: Os objetivos para a época 2014/2015 era ficar no pódio Nacional de Lentas de Sub-18 - objetivo que consegui alcançar - e também aproveitar enquanto era K40 para subir o Elo o mais possível - tendo conseguido subir quase 100 pontos desde janeiro de 2015 até então.
Para a época que agora iniciou, tenho como objetivos tornar-me pela terceira vez consecutiva Campeão Distrital de Jovens de Lentas (agora no escalão de Sub-20), ficar novamente no pódio Nacional de Jovens de Lentas e também tentar ficar nos pódios Nacionais de Semi-Rápidas - este já consegui o 1º lugar - e Rápidas do meu escalão. Vou também continuar a trabalhar para tentar subir o meu Elo de Lentas, Semi-Rápidas e Rápidas até aos 2000.
A médio prazo, gostaria de me tornar NM e, a longo prazo, gostaria de evoluir ainda mais e alcançar os títulos de FM e IM.




Quero aproveitar a oportunidade para agradecer muito ao meu professor Dinis Furtado por ter estado sempre comigo desde o início e por assim se manter, tendo-me ajudado a evoluir até ao nível em que me encontro atualmente.
Quero agradecer também a todas as outras pessoas que, constantemente, me apoiam e me ajudam a evoluir. Por isso, um grande obrigado à minha professora Vânia Coutinho, ao João Carlos e à sua família. Não posso deixar de agradecer o apoio dos meus colegas de equipa, que é extremamente importante para mim. Agradeço ainda ao Clube de Xadrez do Colégio Português por me ter acolhido tão bem e continuar a ajudar e apoiar.
Obrigado a Todos!

 

Provas em Direto

 

PROVAS | Resultados

  • 2017/10/21 Campeonato Nacional de Jovens Semi-Rápidas Resultados
  • 2017/10/15 Taça Nacional das Associações 2016/2017 Resultados
  • 2017/10/08 CirNC III Torneio Internacional Cidade do Barreiro Resultados

Calendário 2016/2017 (Atualização 2017/10/16) Calendário

COMUNICADOS

Suspensão do Campeonato Nacional de Seleções Distritais Normal 0 21 false false false PT X-NONE X-NONE

Membro

fide-pb

ECU

fibda