Está em...
29 Jul 2015
Visitas: 1427
Print
Email

entrevista bruno martinsO Bruno Martins é um dos mais recentes Campeões Nacionais tendo conquistado o título nos Sub-12 do Campeonato Nacional de Jovens 2014/2015, realizado de 22 a 26 de julho no Luso, depois de no ano passado ter terminado em 12º nesse mesmo escalão. O jovem jogador do Ateneu de Montijo tem tido um desenvolvimento bastante elevado nestes dois anos de filiação. Com os seus 12 anos de idade já ultrapassou os 1700 pontos de Elo, tendo subido mais de 350 pontos no último ano em quase 40 partidas Lentas homologadas, culminando com a conquista dum díficil título de Campeão Nacional num escalão muito equilibrado e quando era o 4º jogador no ranking inicial. Mais um jovem valor para se ter bem em conta e para conhecermos melhor.



1. Como começaste a jogar xadrez? Como te iniciaste na modalidade federada?
R: Comecei a jogar xadrez há 2 anos na minha escola Básica Ary dos Santos, no Montijo. A escola e o meu clube, o Ateneu Popular de Montijo, fizeram uma parceria para o ensino do xadrez e o Sr. Fernando Sampaio ia lá ensinar-nos a jogar. Foi assim que comecei. Depois passei a ir jogar à sede, aos sábados à tarde com os meus atuais colegas. Cada vez gostava mais de jogar e aprender os segredos do xadrez e federei-me pelo clube. Como consegui logo bons resultados, entusiasmei-me ainda mais.


2. O que pensas da realidade do xadrez hoje em dia?
R: Acho que em termos de provas está bem, mas pode-se sempre melhorar. Deveria, por exemplo, ser mais divulgado pela Comunicação Social e junto dos jovens. Também falta muito apoio aos clubes para poderem melhorar a formação. Ações como as parcerias que o Ateneu fez com as Escolas Básicas Ary dos Santos e Joaquim de Almeida, deveriam ter continuidade e serem em maior número. Assim podiam aparecer mais meninos e meninas a jogar.


3. Qual foi o torneio que mais gostaste de participar? Qual foi o melhor resultado que conseguiste na tua carreira xadrezística?
R: A prova que mais gostei de jogar foi o Lisbon Christmas International Chess Open, porque juntou xadrezistas de várias nacionalidades e porque foi um torneio muito forte, em que penso que evoluí muito.
Também gostei muito de participar nos Campeonatos Nacionais. O melhor resultado que consegui na minha carreira xadrezística foi precisamente o Título de Campeão Nacional de Jovens sub-12 deste ano. Esperava fazer melhor do que o ano passado, mas ganhar a prova foi maravilhoso.


4. Quais são os seus hobbys para além do xadrez?
R: O meu principal hobby é o futebol, que também pratico como federado, seguindo a tradição familiar. Na próxima época irei jogar no G.D.Alcochetense, gosto também de jogos de consola, brincar com os amigos, jogar ténis de mesa...


5. Quais são os seus planos a médio/longo prazo no xadrez e objetivos para o resto da época de 2014/2015 e para a nova época que se avizinha?
R: A médio prazo quero melhorar o meu jogo e a longo prazo pretendo voltar a ganhar Títulos Nacionais, representar o nosso País e tornar-me Mestre Nacional. No que resta da época pretendo jogar todos os torneios que tenha possibilidade, para continuar a evoluir.
Na nova época irei procurar evoluir através de treinos e competições, tentando sempre os melhores resultados possíveis. Espero competir mais nas provas nacionais e distritais, voltar a representar o Ateneu no Campeonato da 3ª Divisão de Equipas e estar no Campeonato Nacional de Jovens.

Provas em Direto

 

PROVAS | Resultados

  • 2017/10/21 Campeonato Nacional de Jovens Semi-Rápidas Resultados
  • 2017/10/15 Taça Nacional das Associações 2016/2017 Resultados
  • 2017/10/08 CirNC III Torneio Internacional Cidade do Barreiro Resultados

Calendário 2016/2017 (Atualização 2017/10/16) Calendário

COMUNICADOS

Suspensão do Campeonato Nacional de Seleções Distritais Normal 0 21 false false false PT X-NONE X-NONE

Membro

fide-pb

ECU

fibda