Está em...
02 Set 2012
Visitas: 2772
Print
Email

entrevista ruben pereiraEntrando no espírito das Olimpíadas, o escolhido desta vez para as entrevistas foi o Rúben Pereira , Mestre Internacional que está a representar a Selecção Portuguesa de xadrez com muito empenho: tem um elo de 2417 e tem o título de Mestre Internacional. Pratica a modalidade desde pequeno, tendo sido desde sempre uma jovem promessa nacional. Já participou em 3 Olimpíadas: 2008 em Dresden (Alemanha), em 2010 em Khanty-Mansiysk (Sibéria, Rússia) e agora nesta em Istambul, Turquia. Em Portugal, representa o Clube AX Gaia. Para terminar com a chave de ouro, o Rúben tornou-se o primeiro português a conquistar uma medalha de prata individual em Campeonatos do Mundo de xadrez, ao sagrar-se vice-campeão nos Mundiais sub-16, que foram disputados em Antalya, Turquia.


Pergunta 1: Como é que aprendeste a jogar xadrez? E com que idade?
Rúben Pereira: Aprendi com o meu pai, que aos 6 anos me ensinou a mexer as peças. Desde então, gostei sempre do jogo e quando tinha 9 anos o meu pai levou-me ao Clube de Xadrez e Damas da Amadora, onde comecei a praticar a modalidade. O meu primeiro torneio decorreu no Pavilhão Carlos Lopes, no evento intermunicípios do distrito de Lisboa, em que o Kasparov fez uma simultânea contra os melhores jogadores jovens Portugueses que residiam em Lisboa. Como tinha começado a jogar há pouco tempo, ainda não tinha nível para participar nesta simultânea, porém como era o único sub-10 do município da Amadora consegui participar mesmo assim no torneio inter-municípios.


Pergunta 2: Em quantas Olimpíadas já participaste? E qual foi a que conseguiste melhores resultados?

Rúben Pereira: A nível de resultados, a melhor foi a primeira em que participei foi a de Dresden, na Alemanha, em 2008, em que consegui uma Norma de Mestre Internacional. A nível de organização, a melhor claramente foi a da Rússia, na Sibéria, em 2010. Esta Olimpíada para já está enquadrada na normalidade das outras olimpíadas.

Pergunta 3: Tens andado um pouco mais afastado da modalidade – qual é o principal motivo? Tens algum objetivo a médio prazo a nível xadrezístico?
Rúben Pereira: Tenho andando afastado devido a motivos académicos: passei agora para o 4º ano de Medicina Dentária e cada vez tenho menos tempo para jogar xadrez. O meu objetivo nunca foi ser profissional da modalidade, mas pretendo continuar a jogar conforme a minha disponibilidade. Para mim, é uma honra representar Portugal em provas internacionais e a médio prazo era uma meta que gostava de continuar a atingir, principalmente a nível da participação em Olimpíadas.

Pergunta 4: O que achas do espírito da equipa Portuguesa e da própria comitiva que está a participar agora nas Olimpíadas em Istambul?
Rúben Pereira: Acho que existe espírito de equipa tanto na equipa masculina com na feminina, e mais importante que isso, existe também espírito entre as duas equipas, o que é opimo: quando alguém perde ou faz um resultado menos bom, tentamo-nos apoiar uns aos outros e preocupamo-nos com as próprias pessoas. De resto, acho que a comitiva é bastante unida o que é muito importante para o bem-estar dos atletas nesta competição.

Pergunta 5: Quais são os teus objetivos para o resto dos jogos que faltam do torneio?
Rúben Pereira: Espero continuar a poder honrar o nome de Portugal, dando o meu melhor em cada jogo, o que certamente se irá traduzir em bons resultados.

 

Provas em Direto

 

PROVAS | Resultados

  • 2017/10/21 Campeonato Nacional de Jovens Semi-Rápidas Resultados
  • 2017/10/15 Taça Nacional das Associações 2016/2017 Resultados
  • 2017/10/08 CirNC III Torneio Internacional Cidade do Barreiro Resultados

Calendário 2016/2017 (Atualização 2017/10/16) Calendário

COMUNICADOS

Suspensão do Campeonato Nacional de Seleções Distritais Normal 0 21 false false false PT X-NONE X-NONE

Membro

fide-pb

ECU

fibda